Estamos todos do mesmo lado

Não podemos esquecer que estamos todos lutando contra o mesmo inimigo, a Covid-19.
.
Não podemos esquecer que todos temos medos, decepções e indignações. Mas também temos sonhos, esperança e fé.
.
Não podemos esquecer que todos queremos a normalidade da vida em sociedade, com coletividade e aglomeração.
.
Não podemos esquecer que todos queremos ter de volta a vida que tínhamos. Desejamos poder voltar a trabalhar, estudar ou passear sem ter medo de ser contaminado ou de contaminar. Ter o direito de comemorar a vida, com aquelas festas ou encontros que fazem a história de cada família.
.
Não podemos esquecer que todos desejam abraçar e beijar as pessoas que amam, sem preocupação.
.
Não podemos esquecer que todas as crianças querem voltar a brincar sem aflição, se divertirem como crianças.
.
Não podemos esquecer que todos os jovens querem ter o direito de namorar, de irem a shows, de fazerem festa sem a cobrança de que estão fazendo algo errado.
.
Não podemos esquecer que todas as famílias estão sendo impactadas financeiramente. Cada um de nós teve impactos no orçamento ou tem algum parente ou amigo que está passando por dificuldades.
.
Não podemos esquecer da aflição e da insegurança que passam todos os empresários que estão sofrendo com os efeitos das medidas restritivas, ficando reféns do abre e fecha.
.
Não podemos esquecer de todos os trabalhadores que perderam o emprego e de todos que tem o risco de perder.
.
Não podemos esquecer que todas as famílias com estudantes estão sentindo os efeitos das aulas emergenciais remotas e se preocupam com o desenvolvimento cognitivo e emocional de seus filhos. Não sabemos qual será o impacto desse processo no desenvolvimento das próximas gerações.
.
Não podemos esquecer que todos os profissionais da saúde estão trabalhando para salvar vidas, atendendo dia e noite. Muitos exaustos, esgotados.
.
Não podemos esquecer que todas as famílias desejam que o vírus não as atinja ou que seja apenas uma gripezinha.
.
Não podemos esquecer que todos os que perderam a batalha para a Covid não eram apenas um número. Tinham nome, sobrenome, história e família.
.
Não podemos esquecer que todos querem a cura e quase todos almejam pela vacinação.
.
Não podemos esquecer que todos devem respeitar o próximo, que cada um é um, mas que o direito de cada um termina quando começa o do outro.
.
Não podemos esquecer que todos podem brigar menos e amar mais. Que a tolerância e a fraternidade devem prevalecer nesse momento.
.
Não podemos esquecer que todos precisamos de informações e consciência sobre os protocolos, sobre os cuidados que temos que ter para nos proteger contra esse vírus.
.
Não podemos esquecer que todos os profissionais são vitais e que os jornalistas não são inimigos só porque apresentam a informação que não gostamos. Não podemos atacar o mensageiro porque não gostamos da mensagem.
.
Não podemos esquecer que não há nada mais importante do que a vida. Sem a vida, nenhuma regra tem sentido. Sem a vida nem um partido tem sentido. Sem a vida, não há significado para a ideologia.
.
Não podemos esquecer que somos todos brasileiros e que estamos todos do mesmo lado.
No Comments

Post A Comment

© 2016 IPO - Todos os direitos reservados