Gaúchos: 4 milhões se informando nas redes

Estima-se que 4 milhões de gaúchos estejam conectados diariamente nas redes sociais, conforme os estudos realizados pelo IPO. Boa parte destes, usufruindo da instantaneidade dos meios digitais para entretenimento e informação.

Ao longo dos últimos anos de pesquisas, tem se notado a inclusão dos acessórios de plataformas digitais às indumentárias do gaúcho. Hoje nas rodas do “velho chimarrão” é comum encontrarmos smartphones e tablets dividindo o mesmo espaço que antes era hegemônico da cultura da térmica e água quente.

Em recente estudo sobre o comportamento da população do Rio Grande do Sul, verifica-se que 45,1% têm o hábito de utilizar as redes sociais como fonte de informação, ou seja, são aproximadamente 4 milhões de gaúchos utilizando as redes em busca de acontecimentos locais, regionais e nacionais.

 


Embora o interesse pelo acesso à informação, nas redes sociais, esteja presente na maior parte da população do Estado, as regiões de Porto Alegre, Santa Maria e Santa Cruz do Sul são as que possuem maior interesse de acesso às notícias.

Em tempos de Fake news, as famosas notícias falsas ou distorcidas que circulam pela internet, a confiança depositada em páginas e sites tidos como fontes seguras de informação é o principal motivo que leva essa parcela da população a acreditar na veracidade daquilo que lê, foi o que apurou o estudo realizado pelo Instituto.  Logo estima-se que esse comportamento esteja presente em 1/3 da população do Estado, o que representa aproximadamente 3 milhões de habitantes.

A pesquisa ainda apurou que 8,7% dos gaúchos que acessam as redes sociais para se informar, confiam plenamente nas informações que recebem, ou seja, não tem a preocupação em verificar a autenticidade das notícias compartilhadas no ambiente virtual, isso representa cerca de 350 mil gaúchos que têm potencial de propagar informes não verídicos.

A pesquisa indica que as redes sociais se tornaram um canal de disseminação de informação relevante e que há muitos internautas que não se preocupam com a credibilidade da fonte, sendo passíveis de Fakes News.

 

Fábio D´Avila: Cientista da comunicação, é um entusiasta da área da pesquisa. Altamente comprometido com a gestão da informação, critica persistentemente os dados.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

No Comments

Post A Comment

© 2016 IPO - Todos os direitos reservados