O empreendedor e a pesquisa de mercado

O empreendedorismo já não é mais novidade entre a maioria dos brasileiros. De uma forma ou outra, o tema é costumeiramente citado em jornais impressos, nos noticiários da televisão, revistas especializadas em negócios, encontros de especialistas, no meio acadêmico, entre outros. Mas qual é a definição de empreendedorismo?

Em seu livro intitulado “Empreendedorismo”, Robert D. Hisrich o define que “empreendedorismo é o processo de criar algo diferente e com valor, dedicando tempo e o esforço necessários, assumindo os riscos financeiros, psicológicos e sociais correspondentes e recebendo as consequentes recompensas da satisfação econômica e pessoal”. Mas o que impulsiona esse comportamento? O que faz a população empreender? Existem diversos fatores relacionados ao fenômeno, mas irei focar nas taxas de desemprego.

Entrar e permanecer no mercado de trabalho tem exigido, cada vez mais, uma maior especialização da mão de obra. Em função da concorrência, aqueles que não se adaptam, não são absorvidos ou acabam sendo demitidos. Não fazer parte da população assalariada, seja por conta de uma demissão ou pela dificuldade em se adaptar no mercado de trabalho, pode fazer parte de qualquer indivíduo ao longo da vida. E é nesse momento que surgem os questionamentos sobre as possibilidades de iniciar um negócio próprio, de empreender.

Dependendo do perfil do indivíduo, uma das primeiras questões que assolam o futuro empreendedor é relacionada a viabilidade do negócio, onde podemos analisá-lo de diversas maneiras, sendo as mais comuns através de métodos quantitativos de análise de investimentos (valor presente líquido, taxa interna de retorno, índice de lucratividade, payback, entre outros) e aliado a pesquisas de mercado.

Compreender o mercado através de pesquisas é um passo importante para a tomada de decisão sobre os rumos do futuro negócio. Entretanto, para o alcance dessa preciosa informação, o empreendedor deve ter algumas hipóteses para serem testadas:

1 – Qual é o meu produto/serviço ofertado?

2 – Qual é meu público-alvo? Há um perfil de renda para o meu produto/serviço?

3 – Qual a faixa etária do meu público-alvo?

4 – Em qual área estão os meus clientes?

O IPO – Instituto Pesquisas de Opinião, elabora os mais diversos tipos de projetos. Muitos são voltados para a análise de viabilidade de negócios, realizando pesquisas de mercado. Estas pesquisas podem monitorar o interesse por empreendimentos imobiliários, instalação de uma fábrica de snacks e salgadinhos, abertura de assistência técnica de celulares, restaurante em estádio de futebol, fábrica de gelo, entre outros. São diferentes projetos, mas todos têm apenas uma meta: “querem saber se o seu sonho irá dar certo”.

A finalidade da pesquisa de mercado é descobrir o comportamento e as opiniões humanas. Como consequência, diminui-se os riscos e as probabilidades ao erro no futuro negócio, tornando-se uma ferramenta poderosa e essencial ao empreendedor para o alcance do seu objetivo.

 

HISRICH, Robert D. PETERS, Michael P. SHEPHERD, Dean A. Empreendedorismo. Brasil: AMGH Editora, 2014.

 

Laercio Darley Lopes: Economista com larga experiência na área financeira e na análise de negócio, Laercio constrói soluções integradas de pesquisa para os clientes que atende. Acredita que os diagnósticos realizados pelo IPO são ferramentas indispensáveis ao mercado atual, oportunizando novas descobertas e otimizando resultados nas empresas.

No Comments

Post A Comment

© 2016 IPO - Todos os direitos reservados