O papel dos municípios na retomada econômica

No artigo da semana passada relatei que a pesquisa “O Rio Grande após a pandemia” indica que o setor produtivo gaúcho acredita que as empresas são competitivas, mas que o Estado do RS não o é! O relatório dessa pesquisa está disponível no site da Assembleia Legislativa.

Mas o estudo é abrangente e apresenta a visão dos líderes empresariais sobre a retomada econômica por diferentes ângulos, e um deles trata do papel dos municípios e da liderança dos prefeitos.

Para as lideranças do setor produtivo, os prefeitos precisam equilibrar as finanças dos municípios propondo um debate para que haja uma alteração urgente e significativa no Pacto Federativo (Fundo de Participação dos Municípios) e, principalmente, atuar no enxugamento dos custos da administração pública (não aumentar salários dos servidores e extinguir o maior número de cargos em comissão possível).

Após as ações de contenção dos gastos e ampliação da receita, os municípios precisam estimular a dinâmica econômica. Para tanto, é vital investir em “cadeias produtivas locais”, incentivando desde a matéria prima para a produção até as condições estruturais para distribuição dos produtos desenvolvidos em uma cidade.

Os prefeitos também devem se aproximar dos Governos Estadual e Federal, acompanhando todas as políticas públicas disponíveis para o município (o que exige que o Prefeito tenha um setor ativo de planejamento e execução de projetos). Nessa mesma linha, cabe aos prefeitos a monitoração e atração de linhas de crédito emergenciais e estabelecimento de cursos de capacitação dos segmentos que precisam se reinventar.

As lideranças do setor produtivo afirmam que é necessário que os Prefeitos tenham informações claras sobre a atual vocação econômica do seu município e o avanço que pode ocorrer em médio prazo, seja ampliando ou alterando a matriz econômica vigente. Ou seja, há municípios que precisam de geração de empregos, para tanto, é necessário atrair indústrias ou criar sistemas cooperativistas. Para haver retomada econômica e desenvolvimento local, o Prefeito precisa saber onde a cidade está e onde a cidade pode chegar.

Para os entrevistados, as decisões do Prefeito são as mais importantes pois o município é o local onde nascemos, crescemos, trabalhamos e nos desenvolvemos. A pandemia trouxe perdas financeiras e devemos aproveitar esse momento para retomar o desenvolvimento econômico local de cada cidade.

Nesse contexto não adianta apenas ter o propósito (saber onde chegar), também é necessária a capacidade de liderança. O líder precisa ter a visão de onde precisa chegar e saber como chegar. Na prática, os entrevistados afirmam que os prefeitos precisam ter atitude, serem proativos em torno de uma ou mais metas. Além de ativo, precisa ser agregador para que a meta seja absorvida, para que haja cooperação e diálogo em torno de uma vocação ou projeto. E, acima de tudo, o gestor público precisa de coragem para tomar decisões. As decisões de um Prefeito nunca irão agradar a todos, mas precisam estar alinhadas com o interesse da maioria, com o interesse público.

O setor produtivo acredita que a sociedade está aprendendo muito com a pandemia. Que os prefeitos irão ser mais transparentes em sua gestão e os cidadãos mais ativos em seu interesse e fiscalização.

No Comments

Post A Comment

© 2016 IPO - Todos os direitos reservados